Fechar

Honda CB1100 RS

Despojada e elegante

Criada a partir de uma era dourada

Scroll

Logótipo do produto Honda CB1100 RS.

O aspeto de uma superbike dos primeiros tempos

Pensada para aqueles que gostam do aspeto e da sensação de uma máquina clássica de quatro cilindros em linha, refrigerada a ar - esta é uma verdadeira moto para apreciadores.

Um olhar aos detalhes

O formato em bruto de uma moto de competição da década de 1970, com um toque de café racer.

A CB1100 RS vai atrair as atenções a partir do momento em que a coloca a trabalhar. A intensidade do som de escape que sai dos tubos cromados – uma reminiscência da CB750 – não passará despercebido. Esta moto tem algo de diferente, o aspeto de desportista pura, com suspensões à frente e atrás que saltam à vista, discos flutuantes, um depósito de combustível desportivo e indicadores esguios – um espanto.

Grande plano dos faróis da Honda CB1100 RS.
Grande plano do depósito de gasolina da Honda CB1100 RS.
Vista dianteira da Honda CB1100 RS a três quartos.
Grande plano de uma roda da Honda CB1100 RS.

Café racer ou roadster?

Qual será o seu estilo: em bruto para personalizar ou clássico puro?

Vista lateral da Honda CB1100 RS. CB1100 RS Estilo das superbikes da década de 1970: forquilha dianteira Showa Dual Bending Valve, de 41 mm, e amortecedores traseiros de reservatório exterior.. As rodas de 17 polegadas em alumínio fundido dispõem de pinças de travão de quatro pistões de montagem radial e discos flutuantes.
Vista lateral da Honda CB1100 EX. CB1100 EX Com detalhes requintados das jantes de raios em aço inoxidável aos piscas e mostradores tradicionais, a CB1100EX está equipada com forquilha dianteira Showa Dual Bending Valve de 41 mm e amortecedores traseiros cromados - ambos ajustáveis em pré-carga. O motor está equipado com uma embraiagem deslizante, e viu o sistema de admissão e escape reformulado.

Vista da CB1100 EX

Padrão requintado

Suspensões dianteira e traseira totalmente ajustáveis da Showa.

Grande plano da suspensão dianteira da CB1100 RS.

Mais leve do que um cartucho convencional, esta disposição permite um amortecimento linear, de acordo com a velocidade, para uma sensação adequada e flexível.

Forqueta dianteira

A CB1100 RS possui uma forqueta do tipo Dual Bending Valve. de 43 mm, reformulada e personalizada, que oferece um excelente controlo. Dispõe de uma estrutura de válvula livre que aumenta progressivamente a quantidade de amortecimento de acordo com as condições da estrada. Esta tecnologia simples e inovadora – uma estreia mundial – permite níveis de desempenho superiores, equivalentes aos das unidades com suspensão do tipo cartucho, mas com um conjunto mais leve.

Amortecedores traseiros

Os dois amortecedores traseiros Showa permitem o ajuste da pré-carga da mola e funcionam em uníssono através de um forte braço oscilante em aço. Esta combinação proporciona uma boa estabilidade e maneabilidade, para além de uma excelente sensação da roda traseira - mesmo com passageiro.

Grande plano da suspensão traseira da CB1100 RS.

Linhagem autêntica

Se quiser ouvir um som da década de 1970 - acelere.

Vista superior da Honda CB1100 RS.

Época que deve ser recordada

Em 1969, o som de um motor de quatro cilindros em linha refrigerado a ar anunciava a chegada de uma nova era de superbikes; chega a Honda CB750 Four. Foi um momento marcante que mudou a nossa perceção das motos e da forma como as conduzíamos. A CB1100 RS é uma ligação direta àqueles primeiros tempos de liberdade - uma café racer genuína, dotada de ADN clássico.

Tempo de mudança

Refinámos e reformulámos o motor DOHC para responder de forma linear e suave; o pico do binário atinge os 91 Nm para um músculo mais clássico. O acabamento em preto, até às tampas das cames, confere um forte contraste com a liga polida brilhante e os detalhes cromados, para conseguir um verdadeiro look personalizado de street.

Grande plano do motor da Honda CB1100 RS.

Os tubos de escape cromados tornaram-se a imagem de marca de uma moto de quatro cilindros em linha refrigerados por ar.

Grande plano do escape da Honda CB1100 RS.

O sistema de escape 4-2-2 está dividido internamente em duas câmaras de expansão e cada silenciador possui tubos de ligação duplos perfurados para uma sonoridade evocativa de um motor clássico de quatro cilindros.